O que é enriquecimento ambiental?

Afinal, o que é enriquecimento ambiental? Deixe um comentário

Tudo começou com os animais selvagens, retirados da natureza para viver em cativeiro como parte de coleções privadas de reis e imperadores. Eram mantidos em espaços reduzidos e desadequados à biologia da sua espécie, sem nenhuma preocupação com o seu bem-estar. Depois da obra de Charles Darwin, o interesse no estudo das diversas espécies aumentou e os novos conhecimentos fizeram com que os animais fossem vistos e tratados de outra forma. A evolução dos locais e manejo para os zoológicos de hoje em dia é imensa e constante. O mesmo foi visível com os animais de produção e inclusivamente com os nossos animais de companhia! No entanto, todos eles estão sujeitos a um confinamento, maior ou menor; e com ele, a privação de alguns comportamentos. Com o intuito de dar oportunidade a estes animais de ficarem ocupados e expressarem o máximo de comportamentos típicos da sua espécie, surgiu o enriquecimento ambiental. O enriquecimento ambiental (EA para os amigos) é, portanto, tornar o meio em que o animal vive em algo dinâmico e interativo, em constante mudança, e proporcionando novas oportunidades e desafios (tanto físicos como mentais). Existem cinco tipos diferentes:

  • Alimentar: oferecer alimentos diferentes e/ou desafios para a obtenção da refeição;
  • Social: interações com animais da mesma e de outras espécies;
  • Cognitivo: estimula a capacidade de raciocínio, concentração, memória e execução de tarefas;
  • Sensorial: oferece a oportunidade de ativar os cinco sentido do animal (juntos ou separados)- olfato, audição, visão, paladar e tato;
  • Físico: proporciona novos movimentos, locais, substratos, esconderijos, etc.

Além de prevenir o tédio e permitir expressar mais comportamentos normais, o enriquecimento ambiental acaba por trazer indiretamente mais alguns benefícios:

  • Melhora a cognição e a capacidade de improviso: sim, o animal fica literalmente mais esperto! Isso porque ele vai ter diversos desafios e vai aprender com eles (através de tentativas-erro sucessivas) como se comportar em novas situações. É o mesmo que acontece connosco: quanto mais praticamos palavras cruzadas ou xadrez, mais fácil se torna não é verdade? Quanto mais formas diferentes ele tiver de interagir com o mesmo item, mais fácil vai ser para ele da próxima vez que tiver um desafio.
  • Aprende a lidar com a frustração: porque irá ter que ultrapassar todos os erros até conseguir uma resposta certa que permita alcançar o objetivo dele (quer seja através de posturas que façam com que outro animal brinque finalmente com ele, aprender algum truque novo ou conseguir encontrar a comida escondida em algum lugar, por exemplo).
  • Diminuição da ansiedade: que acontece por dois motivos: primeiro, ele precisa de se acalmar para conseguir raciocinar e executar alguma tarefa; e segundo porque, como já foi dito, estará ocupado e com novidades a acontecerem constantemente!
  • Melhora a confiança e otimismo: sabem aquele sentimento de que temos quando estudamos imenso para um teste e temos nota máxima, em que achamos que somos capazes de tudo? É isso que acontece aos nossos animais quando se deparam com um desafio e o conseguem vencer. Ficam mais confiantes e curiosos, com maior auto-estima e visivelmente mais felizes.
  • Aumenta o autocontrole: o animal aprende a lidar com mais calma a todos os desafios que lhe são propostos.
  • Melhora o relacionamento e a comunicação: tanto porque o tutor vai estar envolvido com as atividades que aparecem, como vai começar a compreender melhor a linguagem corporal do seu animal. Por ter mais bem-estar, também o animal vai estar mais relaxado, equilibrado e disponível para aproveitar o mundo de forma diferente.
  • Maior gasto de energia e possibilidade de relaxamento: dependendo do tipo de EA utilizado podemos deixar os animais mais cansados e também dar-lhes a hipótese de aproveitar um momento com mais tranquilidade.

Então mas e como conseguimos tudo isto? Com alguns brinquedos mas também através de algumas ideias simples, baratas, fáceis, e acima de tudo, criatividade! Nas próximas vezes vamos explicar ao pormenor cada uma das categorias de enriquecimento ambiental e o que elas envolvem.

Até lá!

 

Deixe uma resposta